terça-feira, 5 de janeiro de 2010

828 metros


Apesar de todas as crises, falências, dívidas, abusos, condições de vida infra-humanas dos trabalhadores, desigualdades sociais, injustiças, fome, desemprego e todos os outros exageros negativos sobranceiramente conhecidos pelo mundo, não há dúvida que uma das características mais ímpares do ser humano é a sua capacidade de surpreender, ao superar dia a dia, todos os limites previamente estabelecidos e inultrapassáveis... E ontem, em sombra de dúvida, mais um desses limites foi ultrapassado…


Torre Burj Dubai ou Burj Khalifa, no Dubai, mais alto edifício alguma vez feito pelo Homem.
.

13 comentários:

Miguel disse...

crise? qual crise?

A Senhora disse...

Deu até vertigem... :)

Sr.Nunes disse...

mais um prova de que contrabando e gente a viver em contentores é uma formula mágica.. especialmente para os Judeus-da-Areia!

Olhos Dourados disse...

Tão grande!

Fê-blue bird disse...

O homem quer chegar ao céu para não ver o que se passa em baixo.
Sinceramente são exageros que só aprecio a nível técnico.
Obrigada pelos seus comentários no meu blogue, também sigo o seu com interesse pois mostra bem que sabe do que fala.
Um abraço

MF disse...

“Superar os limites”. “Infra-humanas”. Duas asserções que se verificaram: uma no domínio da tecnologia; outra, ao que se diz, nas condições de trabalho dos operários. “É a vida”, como diria um velho pândego nosso conhecido…
Um abraço

Galo disse...

Tanta coisa que há a superar e estes idiotas perdem tempo com megalomanias absurdas.
Um dia, quando o petróleo acabar (se ainda houver mundo e gente) esses cretinos vão comer cimento e areia.

Observador disse...

O que me espanta, ou talvez não, é o facto de este evento ter acontecido num país que diz estar em crise.

Mas, em boa verdade, os apartamentos estão todos vendidos.

Dubai é Dubai.
O resto é cenário.

maria teresa disse...

E agora? Surgirão compradores? Os escritórios virão a ser ocupados?
Ou sucederá como aconteceu ao Empire States Building, que esteve anos e anos vazio?
Abracinho

S* disse...

Quem pode, pode. E o Dubai PODE.

Rosa disse...

Que até se me deu uma tontura! :)

Luzinha disse...

Wow... independentemente desses inconvenientes e ironia! Não deixa de ser uma obra bastante interessante

chapeu de sol amarelo disse...

Fome? Crise? Há prioridades na vida e pra quem não tem que fazer ao dinheiro parece que esta é uma delas...:-)

See Also

Blog Widget by LinkWithin