segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Novas medidas de Segurança em voos Internacionais...


Umar Farouk Abdulmutallab, um jovem nigeriano de 23 anos que tentou detonar um explosivo que levava junto ao corpo num avião da Northwest, levava mais de 80 gramas de PETN (tetranitrato de pentaeritritol), que é um composto relacionado com a nitroglicerina e que é utilizado pelo Exército.

Abdulmutallab acabou com as mãos atadas num assento da primeira fila, até que o voo, com 278 passageiros, aterrou em Detroit. O explosivo, segundo as citadas fontes, era composto por um pacote de cerca de 15 centímetros e uma seringa com um líquido. Ambos estavam costurados à roupa de dentro do jovem nigeriano a que ficavam perto de seus testículos, o que dificulta a detecção. Abdulmutallab sofreu queimaduras de segundo grau em sua genitália.


Em face do acontecimento, a Casa Branca adoptou novas medidas de segurança em todos os voos internacionais com destino aos Estados Unidos onde nenhum passageiro está autorizado a levantar-se do lugar durante a última hora de voo e só pode levar consigo um objecto para dentro do avião. São estas as novas medidas de segurança a considerar, sendo que os passageiros não poderão igualmente levar objectos no colo nem levantar-se dos respectivos lugares, antes de chegar ao destino. Mantas e almofadas estão proibidas de ser distribuídas, assim como a informação actualizada da localização correcta do voo. São estas apenas algumas das novas medidas adoptadas por Washington na sequência do ataque falhado a bordo do voo entre Amesterdão e Detroit e que poderão igualmente ser adoptadas para os restantes voos internacionais.


Posteriormente a este acontecimento, as autoridades americanas prenderam neste domingo outro passageiro que se encontrava noutro voo entre Amsterdão e Detroit, na mesma rota de sexta-feira, onde supostamente o outro homem teria tentado detonar uma bomba.

Prevê-se assim, para o futuro próximo, um incremento das medidas de segurança internacionais, que necessitarão de estar sempre um passo à frente das tentativas homicidas dos presumíveis terroristas, que sem sombra de duvida, e tomando em atenção os últimos acontecimentos constatados, poderão aproveitar os vestuários como meio indisfarçável para ocultar presumíveis conteúdos explosivos.

A opinião própria faz assim uma previsão futurológica das medidas que poderão ser adoptadas pela segurança nos aeroportos de forma a impedir presumíveis futuros atentados terroristas, que potencialmente poderão fazer uso dos vestuários para encobrir indisfarçáveis materiais inquestionavelmente perigosos.

Face ao exposto a opinião própria apresenta documento fotográfico prevendo a realidade de um voo internacional a acontecer na década 2010-2020.



.

10 comentários:

Fabiana Gomes disse...

Também me parece que so falta mesno isso!

Purple Petunias disse...

Obrigada! Boas festas :)

maria teresa disse...

Recuso-me a ir num voo desses, sou muito tímida... vou a pé mas vestida!
Abracinho

Kimbanda disse...

Para mim como naturista, vou passar a só utilizar este tipo de voo que para além do mais deve ser mais económico devido a levarmos menos peso.
Mas há algo aqui nessas fotos que não está de acordo com as regras, essa gente não se pode levantar do seu lugar até chegar ao destino, nem que façam nas cuecas que não têm.

pecado original disse...

E mesmo assim seria demasiado perigoso ;)

Gema disse...

Pois, provavelmente no futuro so se podera viajar dessa maneira, mas ainda assim aposto que haveria alguma maneira de ser perigoso :P

Miguel disse...

nao sei se seria muito seguro...

chapeu de sol amarelo disse...

Prefiro ir de barco...:-)

Café e meio... disse...

É uma boa possibilidade! Já agora, passa no meu blog. Deixei lá uma lembrança.

Tite disse...

A coisa está a ficar preta né?

Pelo que me toca vou tentar não demandar paragens "Amaricanas" kkkk!

See Also

Blog Widget by LinkWithin