sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Suspensão ou Substituição da avaliação de professores. Quais os prejudicados?


A substituição do método de avaliação, ao contrário da suspensão, permite validar as avaliações que foram entregues por alguns professoras e obriga os que não entregaram a ser avaliados com as regras actuais que irão ser alteradas. Partindo do princípio que metade dos professores entregou os objectivos para avaliação (o que não é liquido), verifica-se que “alguém” (cerca de 50% dos professores) irá ser prejudicado. Caso seja feita uma simples substituição do processo, irão ser prejudicados os que inicialmente não entregaram os objectivos, pois terão que ser avaliados à pressão, pelo método antigo. Caso se opte por suspensão, presumivelmente ficariam prejudicados os que até à data entregaram os objectivos e foram avaliados, pois a sua avaliação iria para o lixo.

Se todos os partidos incluindo o governo, assumem que o anterior método de avaliação de Maria de Lurdes Rodrigues foi mal elaborada e terá de ser alterado, porquê optar pela simples substituição e assim prejudicar os que não entregaram os objectivos, por convicção que o modelo estava errado, e que com a sua acção ajudaram e forçaram que o sistema viesse a ser alterado?

Toda a gente sabe que o que realmente está em causa são jogos políticos, mais importantes para os partidos que os os valores e a justiça.

É sui generis a repentina alteração de rumo político de um dos partidos, tão pouco tempo passado após as eleições … Realmente não se pode confiar nos políticos!... Mas caramba! Toda a gente sabe que o que se ganha no final é a efectiva desmotivação dos professores e a consequente prejuízo dos estudantes…

.

8 comentários:

uminuto disse...

resumindo o sistema está errado, mas mantem-se porque a "coerência" do chefe do governo não lhe permite alterar. assim sendo o que importa não é a qualidade, mas sim os resultados (reais?!?) que se apresentam no final. Baste ver as manobras pouco dignas para que neste país o analfabetismo não existe e que todos tenham uma escolaridade bem elevada... assim andam os RVCC's, as passagens de alunos sem qualquer grau de conhecimentos e outras tantas "asneiras" que tornam o panorama do ensino nacional uma verdadeira vergonha
um beijo

Irritadinha disse...

A não eleição tem efeitos secundários, tal como um medicamento. Hoje viu-se o primeiro.

Galo disse...

Ora bem, para aqueles que acham que votando noutro partido se pune o governo e muda o sistema, tomem lá que é para aprender.
Ainda não é desta vez que eu consigo perceber como é que alguém se pode abeirar do caneiro de Alcântara e afirmar: aquele cagalhã* é melhor do que o outro e o que vem a seguir é a solução para a crise e cheira aqui muito mal, mas é só porque há uns cagalhõ*s malcheirosos misturados com os cagalhõ*s da oposição, que cheiram a Chanel nº5.
Cá Para mim, merd* é merd*, independentemente do cu que a "fabricou".
E se dúvidas houvesse...

Observador disse...

Era o que faltava que por efeito da força política exercida por sua excelência o (nunca professor) Mário Nogueira, através das directrizes que lhe chegam via PCP, seu partido "natal", o sistema de avaliação tivesse que ser modificado assim, sem mais nem menos.
A abertura do governo para uma rectificação de processos é evidente.
Com maior ou menor rapidez, o sistema vai mudar. Para melhor.
Não se queira uma varinha mágica.
Tenham calma e bom senso os professores (a maioria tem).
Porque se a situação de teimosia fôr para continuar, os prejudicados chamam-se alunos. E falha estrondosamente o ensino no nosso País.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Venho agradecer a visita ao meu Rochedo e a oportunidade que me deu de conhecer o seu espaço.
No concernete ao post, alguém tinha de ficar prejudicado, mas o importante, penso eu, era alterar o sistema de avaliação.
Bom fds

Tite disse...

Não critico ninguém.
Apenas acho bem que passem à fase seguinte.
Quando comecei a ser avaliada (já lá vão uns bons 20 anos) também tive uma avaliação deficiente que foi sendo aperfeiçoada ao longos dos anos até com a nossa contribuição.
Avancem, Professores, sem medos...
Lembrem-se dos Descobridores!
Bom FdS

Bloguótico disse...

Seja com subsituição ou com suspensão haverá sempre "feridos"...

... talvez o cartoon represente realmente a "solução"!!!!

maria teresa disse...

Fui professora toda a minha vida, foi uma das minhas grandes paixões.
OS PROFESSORES TÊM QUE SER AVALIADOS!
Nunca haverá uma avaliação que agrade a todos, infelizmente há bastantes que não querem ser avaliados e até sabem porquê.
Um bom professor não tem medo de mostrar a suas capacidades de "ministrar" conhecimentos, de metodologias e de didáctica

Um bom professor tem a porta da sua sala de aula "aberta"
Se errar aprende com o erro...
Os alunos estão a ser vítimas dos pais que se demitem das suas responsabilidades, e que procuram na escola um "armazém" de crianças e dos maus professores que são preguiçosos e que estão na profissão errada.

Os sindicatos também são culpados, como se pode acreditar em quem antes de entrar para uma reunião, que se pretende pacífica para bem de todos exclamam: se não aceitarem as nossas propostas abandonamos de imediato a sala... Poupem-nos!

Desculpem este desabafo mas o meu amor pela profissão e a minha necessidade de senti-la dignificada, empolga-me...
Bjis Opinião Própria

See Also

Blog Widget by LinkWithin